26/11/16

Egostar / Molinar: Vitamina D em comprimido

A vitamina D pertence a um grupo de pró-hormonas lipossolúveis com os dois principais precursores biologicamente inertes - vitamina D3 (colecalciferol) e a vitamina D2 (ergocalciferol). A vitamina D3 é formada na pele exposta à radiação ultravioleta B solar (a pré-vitamina D3 é rapidamente convertida em vitamina D3 pela temperatura cutânea).

O colecalciferol (vitamina D3) é importante para a homeostase do cálcio e para a saúde do esqueleto. A sua função principal é aumentar a eficiência da absorção de cálcio a partir do intestino delgado. A vitamina D também melhora a absorção do fósforo do intestino delgado distal. A absorção adequada de cálcio e fósforo do intestino é importante para a mineralização óssea adequada. A segunda função principal da vitamina D é o envolvimento na maturação de osteoclastos, que reabsorvem o cálcio a partir dos ossos.

Ao fazer analises clínicas para determinar níveis no sangue da Vitamina D, maior parte da população vai ter níveis insuficientes, dai que actualmente a Vitamina D é um assunto muito popular e é uma vitamina amplamente prescrita. Sendo os idosos, as pessoas institucionalizadas e as mulheres pós-menopáusicas populações de risco. A principal causa é a escassez de vitamina D nas fontes alimentares e a falta de exposição solar.

Egostar / Molinar  
Egostar / Molinar

São as 2 apresentaçoes da Vitamina D em comprimidos no mercado, embalagem com 3 comprimidos (3 meses de tratamento).

Cada comprimido revestido por película de Egostar/Molinar 22.400 U.I. contém 560 µg decolecalciferol. Um comprimido (22.400 U.I.) a cada 28 dias (equivalente a 800 U.I./dia).

Egostar/Molinar está indicado na prevenção e no tratamento da deficiência em vitamina D, em adultos. A duração do tratamento dependerá da indicação, da severidade da doença e da resposta do doente ao tratamento.

Egostar/Molinar : Toma um comprimido por mês, a qualquer hora do dia, durante ou fora das refeições. Normalmente é bem tolerado.


Vitamina D –quanto mais melhor?

Apesar de assunto de Vitamina D estar na moda, ainda há muita controvérsia sobre a quantidade certa que devemos administrar e sobre a concentração no sangue necessária para ser eficaz. A consequência mais grave resultante de sobre dosagem aguda ou crónica é a hipercalcemia devida à toxicidade da vitamina D. Os sintomas podem incluir arritmia cardíaca, naúseas, vómitos, anorexia, obstipação, polidipsia, poliúria, desidratação, hipercalciúria com formação de cálculos renais, nefrocalcinose, fraqueza muscular, apatia, debilidade ou alterações da consciência, entre outros. Adicionalmente, a sobredosagem crónica pode resultar na calcificação dos vasos e dos tecidos.

Durante o tratamento de longa duração os níveis séricos de cálcio e a função renal devem ser regularmente monitorizados, em particular em doentes idosos em tratamento concomitante com glicosídeos cardíacos ou diuréticos e em doentes com elevada propensão à formação de cálculos. Em caso de hipercalcemia ou sinais de comprometimento da função renal a dose deve ser reduzida ou o tratamento descontinuado.

Deixe um comentário com a sua opinião, obrigada!

1 comentário:

  1. Olá boa noite...O meu médico mandou me molinar vitamina D3 i disse me que ajuda no aumento de espermatozóides será??? É que eu estou a pesquisar esse medicamento i não diz nada disso!! É só deficiência mas não estou a perceber nada.obrigado...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...