06/12/16

BioActivo Multivitaminas

BioActivo Multivitaminas

BioActivo Multivitaminas da laboratorio Pharma Nord pode ser um boa opção se quiser fazer um suplemento vitaminico nesta altura de ano. É mais que frequente os médicos mandarem fazer suplementos no inverno, é uma altura em que as defesas do sistema imunitário começam a enfraquecer devido a mau tempo e a alimentação mais pobre. Habitualmente os suplementos tomam-se durante 3 meses seguidos, depois faz um intervalo e se quiser pode repetir.

As vitaminas solúveis em água não são armazenadas no corpo, sendo excretadas de forma relativamente rápida, por essa razão não há problema nenhum se tomar em excesso, porque o excesso é rapidamente eliminado. As vitaminas solúveis em gordura(Vitamina A /D /E /K), por outro lado, ficam armazenados no fígado ou nos tecidos gordurosos e demoram mais tempo a sair do organismo. Ao tomar vários suplementos ao mesmo tempo ou o mesmo sem intervalo tem de ver as concentrações das Vitaminas lipossolúveis que esta a ingerir.

BioActivo Multivitaminas Contém 12 vitaminas essenciais e 6 minerais que estão bem balanceados, contem vários antioxidantes (o zinco, a vitamina C e a vitamina E), incluindo a levedura de selénio pantenteada e contém um conjunto completo de vitaminas B.

O BioActivo Multivitaminas não contém ferro, porque nem todas as pessoas beneficiam de um suplemento de ferro. O excesso do ferro pode cortar o efeito antioxidante das outras vitaminas.

BioActivo Multivitaminas
O selénio contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário e bom funcionamento da glândula tiróide.
O zinco participa na manutenção da pele, cabelo, visão, unhas e ossos normais.
O crómio contribui para a manutenção dos níveis normais de glucose no sangue (diminui o apetite pelos doces).
O magnésio contribui para uma função muscular saudável.
A vitamina C contribui para a formação de colagénio para a manter ossos, gengivas, pele, dentes e cartilagem saudáveis, contribui para o normal metabolismo de produção de energia.
A vitamina D participa na manutenção de ossos, dentes e função muscular saudáveis.
A vitamina B1 contribui para uma função normal do coração.
Àcido fólico que contribui para a formação normal do sangue
Biotina que contribui para o normal funcionamento do sistema nervoso.

Posologia: Tem de tomar 1 comprimido por dia, por exemplo ao almoço. Quanto ao tamanho do comprimido é bom, facil de deglutir.

Quanto ao preço são +/- 19 euros por 60 comprimidos, por mês fica menos de 10 euros (é um bom preço para as vitaminas).

Deixe um comentário com a sua opinião, obrigada!

29/11/16

Bilaxten / Lergonix: anti-histamínico da 2 geração

A Bilastina é um anti-histamínico da nova geração usado no alívio dos sintomas de febre dos fenos (espirros, prurido, corrimento nasal, congestionamento nasal e olhos vermelhos e lacrimejantes) e outras reacções alérgicas semelhantes. Além disso, a Bilastina provou melhorar a qualidade de vida, e todos os sintomas nasais e oculares associadas à rinite alérgica. Também pode ser usado para o tratamento de erupções cutâneas que causam prurido (dermatite ou urticária).

A grande novidade e vantagem da Bilastina é o seu perfil de segurança, demonstrou não ter efeitos secundários adversos cardíacos, não afecta a capacidade de condução ou estado de alerta. Não tem efeito sedativo (não provoca sono) ou melhor dizendo quase não tem segundo os estudos.

Bilaxten / Lergonix 20 mg  
Bilaxten / Lergonix: anti-histamínico da 2 geração

Na farmácia pode adquirir a Bilastina com o nome comercial Bilaxten ou Lergonix. A nível da eficácia tem se demonstrado tão eficaz como por exemplo o Zyrtec (um anti-histamínico mais conhecido).

A posologia habitualmente recomendada é de 1 comprimido de Bilaxten / Lergonix ao dia, em dose única, uma hora antes ou duas horas depois da ingestão de alimentos ou bebidas, inclusive de sucos de frutas (não devem ser tomados com alimentos). Poderá ser indicado pelo medico posologia maior em casa de necessidade.

Os dados sobre o uso da Bilastina nas mulheres grávidas ou a amamentar são inexistentes ou muito limitados, por isso deve evitar tomar.

Não interfere com a eficácia da pílula contraceptiva.

Preço de 20 comprimidos : € 7,69

Deixe um comentário com a sua opinião, obrigada!

27/11/16

Antigrippine Trieffect

Antigrippine em Novembro de 2016 mudou de composição e passou a chamar-se Antigrippine Trieffect. Antigrippine Trieffect é um medicamento não sujeito a receita médica, especialmente desenvolvido para o alívio dos sintomas de constipações e gripes:
Antigrippine Trieffect
  • dor de cabeça
  • dor de garganta
  • congestão nasal e pingo
  • dores corporais
  • febre
Cada comprimido contém 500 mg de paracetamol ( baixa a febre e alivia as dores) e 5 mg de cloridrato de fenilefrina (descongestiona o nariz em 30 minutos, por um mecanismo de vasoconstrição direta). Ao contrário dos anti-histamínicos de primeira geração, o cloridrato de fenilefrina descongestiona o nariz sem provocar sonolência

Antigrippine Trieffect está indicado para adultos e crianças com idade igual ou superior a 12 anos. Tomar 2 comprimidos, 3 vezes ao dia. A dose máxima recomendada são 6 comprimidos em 24 horas.

Não recomendado durante a gravidez Não recomendado a mulheres em período de amamentação. Não interfere com a eficácia da pílula.

É sempre bom relembrar que nenhum antigripal cura constipações e gripes, só alivia as sintomas, por isso assim que estiver melhor pare de tomar e tem de escolher o antigripal eficaz conforme os sintomas que tiver. Por exemplo neste caso se tiver tosse e a garganta inflamada e não tiver febre, nem nariz a pingar não vale a pena tomar Antigrippine Trieffect.

Deixe um comentário com a sua opinião, obrigada!

26/11/16

Egostar / Molinar: Vitamina D em comprimido

A vitamina D pertence a um grupo de pró-hormonas lipossolúveis com os dois principais precursores biologicamente inertes - vitamina D3 (colecalciferol) e a vitamina D2 (ergocalciferol). A vitamina D3 é formada na pele exposta à radiação ultravioleta B solar (a pré-vitamina D3 é rapidamente convertida em vitamina D3 pela temperatura cutânea).

O colecalciferol (vitamina D3) é importante para a homeostase do cálcio e para a saúde do esqueleto. A sua função principal é aumentar a eficiência da absorção de cálcio a partir do intestino delgado. A vitamina D também melhora a absorção do fósforo do intestino delgado distal. A absorção adequada de cálcio e fósforo do intestino é importante para a mineralização óssea adequada. A segunda função principal da vitamina D é o envolvimento na maturação de osteoclastos, que reabsorvem o cálcio a partir dos ossos.

Ao fazer analises clínicas para determinar níveis no sangue da Vitamina D, maior parte da população vai ter níveis insuficientes, dai que actualmente a Vitamina D é um assunto muito popular e é uma vitamina amplamente prescrita. Sendo os idosos, as pessoas institucionalizadas e as mulheres pós-menopáusicas populações de risco. A principal causa é a escassez de vitamina D nas fontes alimentares e a falta de exposição solar.

Egostar / Molinar  
Egostar / Molinar

São as 2 apresentaçoes da Vitamina D em comprimidos no mercado, embalagem com 3 comprimidos (3 meses de tratamento).

Cada comprimido revestido por película de Egostar/Molinar 22.400 U.I. contém 560 µg decolecalciferol. Um comprimido (22.400 U.I.) a cada 28 dias (equivalente a 800 U.I./dia).

Egostar/Molinar está indicado na prevenção e no tratamento da deficiência em vitamina D, em adultos. A duração do tratamento dependerá da indicação, da severidade da doença e da resposta do doente ao tratamento.

Egostar/Molinar : Toma um comprimido por mês, a qualquer hora do dia, durante ou fora das refeições. Normalmente é bem tolerado.


Vitamina D –quanto mais melhor?

Apesar de assunto de Vitamina D estar na moda, ainda há muita controvérsia sobre a quantidade certa que devemos administrar e sobre a concentração no sangue necessária para ser eficaz. A consequência mais grave resultante de sobre dosagem aguda ou crónica é a hipercalcemia devida à toxicidade da vitamina D. Os sintomas podem incluir arritmia cardíaca, naúseas, vómitos, anorexia, obstipação, polidipsia, poliúria, desidratação, hipercalciúria com formação de cálculos renais, nefrocalcinose, fraqueza muscular, apatia, debilidade ou alterações da consciência, entre outros. Adicionalmente, a sobredosagem crónica pode resultar na calcificação dos vasos e dos tecidos.

Durante o tratamento de longa duração os níveis séricos de cálcio e a função renal devem ser regularmente monitorizados, em particular em doentes idosos em tratamento concomitante com glicosídeos cardíacos ou diuréticos e em doentes com elevada propensão à formação de cálculos. Em caso de hipercalcemia ou sinais de comprometimento da função renal a dose deve ser reduzida ou o tratamento descontinuado.

Deixe um comentário com a sua opinião, obrigada!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...