30/01/19

Gama de produtos Vibrocil

Esta semana fui a formação da empresa GSK, que é um dos lideres do mercado cá em Portugal. Falou se de vários produtos,especialmente novidade que falarei mais para a frente.

Para já vou aproveitar a relembrar um produto muito antigo: Vibrocil. Provavelmente todos conhecem o nome, podem é não saber que agora há vários produtos para o nariz dessa marca. No quadro seguinte podem ver todos, bem como as situações em que cada um tem de ser utilizado.


Vibrocil (clássico da cor verde) - é utilizado nos sintomas alérgicos (alergia ao pólen ou pelo dos
animais). Funciona bem para parar o pingo no nariz e funciona como anti-histaminico.

Vibrocil ActilongDuo (vermelho) - podemos dizer que é o mais completo e com acção mais forte. Consegue desentupir o nariz e parar o pingo, o mais utilizado na altira das constipações e gripes. Infelizmente é tão forte e muitas vezes utilizado quando não há necessidade de tal que já tive varias queixas de que secou o nariz de tal forma que torna-se desconfortável e doloroso.

Vibrocil Actilong (azul) - é um Vibrocil mais calmante, não seca o nariz. Tem um bom efeito se for preciso desentupir o nariz. Se costuma ressonar a noite porque tem o nariz entupido, esse Vibrocil é o mais indicado.

Vibrocil Actilong Mentol (azul) - ultima novidade, é igual ao Vibrocil Actilong normal mas tem na sua composição um pouco de mentol, o que da uma sensação imediata de frescura. Alivia a congestão nasal em 2 minutos.


A nível do preço a diferença não é grande (6/7 euros), por isso o melhor é mesmo escolher o mais adequado para si, conforme a situação.
Quanto a frequência da aplicação, em media são 2 ou 3 vezes por dia. Não adianta aplicar hora a hora, o efeito não será nem melhor, nem mais rápido...só vai secar mais o nariz. Nos intervalos pode sempre usar Água do mar (por exemplo Rhinomer) que não faz mal nenhum e ajuda a limpar o nariz.

09/12/18

Pente electrónico anti-piolhos

Se tem uma criança em casa então de certeza que já teve de travar uma batalha contra os piolhos e o pior é que nem sempre ganha a primeira :)

Provavelmente já gastou um bom dinheirão ao comprar os produtos para matar os piolhos, como champoos e loções especificas na farmácia. Quero lhe falar de um produto que apesar de ser um pouco caro pode ser um bom investimento: pente electrónico anti-piolhos.

Infelizmente não tenho grande feedback da sua utilização devido a seu valor (+/-35 euros), mas já houve algum feedback positivo.

Pente electrónico anti-piolhos destrói os piolhos sem ajuda de produtos químicos. No primeiro contacto com um piolho, os dentes do pente geram simplesmente impulsos eléctricos sem perigo para o homem mas fatais para este parasita, não só mata os piolhos mas elimina também as lêndeas. Não esqueça de lavar toda a roupa e a roupa de cama para eliminar os possíveis piolhos que podem estar ai e que depois podem voltar a alojar-se no cabelo.

Vantagens:
- Facilidade de utilização
- Rapidez e eficácia
- Segurança (sem produtos químicos)
- Completamente inofensivo para o utilizador

Modo de utilização:
- Prima durante 2 segundos no botão Ligar/Desligar.
- Utilize o aparelho como um pente normal. Certifique-se previamente de que os cabelos estão secos e desembaraçados. Mantenha o pente inclinado num ângulo de 45 a 90º relativamente ao crânio e penteie cuidadosamente os cabelos, da raiz para as pontas.
- Durante esta operação, é emitido 1 bip se 3 em 3 segundos e o botão Ligar/Desligar mantém-se aceso. Quando os dentes do pente entram em contacto com um parasita, uma série de 3 bips sucessivos toca e o botão Ligar/Desligar pisca.
- Se a série de bips persistir, utilize a escova de limpeza para retirar os piolhos presos entre os dentes do pente.
- É necessário repetir a operação todos os dias durante 2 semanas para garantir a exterminação e todos os piolhos.
- Para evitar uma nova infestação utilize regularmente o pente, para detectar a presença de piolhos e destrui-los de imediato.


Precauções de utilização:
- Contra-indicado em crianças com menos de 3 anos.
- Pessoas com epilepsia, doenças de coração ou com um pacemaker.
- Um couro cabeludo com feridas ou cortes.
- Não utilize este pente na proximidade de um telemóvel, forno microondas ou aparelho de televisão (a menos de um metro). Não usar pilhas recarregáveis.
- Não utilize em cabelos molhados e embaraçados.
- Evite qualquer contacto com os olhos, orelhas e boca.

30/11/18

Quem já fez LASIK?

Já decidi que vou fazer cirurgia de correção de miopia, conhecida por Lasik.  Vou fazer no hospital St. Antonio no Porto.
Mas a verdade é que estou cheia de medo. Já ando a adiar a operação há dois anos.
Gostaria de pedir para me falarem da vossa experiência para ver se me sinto mais calma :)
Interessa me a parte da operação mesmo, o momento que se segue a seguir a chegar ao bloco operatório.
Tenho duvidas como: se mexer a cabeça ou se piscar o olho...
 
obrigada :)

21/11/18

Laevolac: alivio suave

Já teve prisão de ventre? Então já deve conhecer a gama da Laevolac, que é um dos laxantes mais conhecidos e recomendados actualmente pelos médicos.

O Laevolac está indicado na obstipação crónica (em todos os casos). É um laxante suave e natural que pode ser tomado por pessoas de todas as idades, desde os lactentes até aos idosos. Também pode ser administrado durante a gravidez e a amamentação. O Laevolac trata suavemente a obstipação sem provocar habituação do intestino e mantém o bom funcionamento intestinal através do seu efeito como agente prebiótico. Torna as fezes mais moles.

Laevolac (substancia activa é Lactulose) é um laxante que funciona como regulador do trânsito
intestinal e laxante rápido graças a triplo efeito:
  • Osmótico
  • Prebiótico
  • Acidificante do conteúdo intestinal
Durante a terapêutica com Laevolac poderá ocorrer ocasionalmente flatulência, pelo que deve ser evitado um consumo excessivo de bebidas com gás.

Se o Laevolac for tomado durante ou após as refeições, o efeito laxante é reduzido e são necessárias doses superiores.


Dibetes: A dose normalmente usada para tratamento da obstipação não deverá representar problema para os diabéticos uma vez que os açúcares contidos no Laevolac não provocam um aumento dos níveis da glicemia. O Laevolac contém galactose e tagatose, pelo que se for diabético deve ter em consideração o seu correspondente em unidades pão (5 colheres de sopa de Laevolac corresponde a 1/4 de unidade pão).

No caso de surgir diarreia a dose de Laevolac deverá ser reduzida, e caso esta medida não seja eficaz, o medicamento deverá ser suspenso.

Laevolac pode ser administrado com segurança, nas doses terapêuticas recomendadas, durante a gravidez e aleitamento.

Adultos:
Dose inicial: 10-20 g de lactulose o que corresponde a 15-30 ml de xarope por dia (1 a 2 colheres de sopa ou 1 a 2 saquetas de 15 ml) em toma única ou dividida em duas tomas. Em manutenção as doses deverão ser reduzidas para metade.

Crianças:

A dose inicial deverá ser: 5-10 anos: 10 ml em duas toma diárias (1 colher de chá corresponde a 5 ml).
1-5 anos: 5 ml /dia (1 colher de chá).
Idade inferior a 1 ano: 2,5 ml (1/2 colher de chá) em duas tomas por dia.


Na medida em que cada organismo reage duma forma diferente ao Laevolac, é necessário, para cada doente, determinar a dose óptima com o decorrer do tempo.


Os veterinários frequentemente prescrevem laevolac como um bom e suave laxante para os animais (cão / gato).


Existe apresentação em xarope e em saquetas, sabor clássico e sabor de ameixa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...