domingo, 13 de Novembro de 2011

Há tosse e tosse…

Sabia que a tosse não é toda igual? Saber se estamos perante uma tosse seca ou produtiva
é fundamental para a escolha entre um medicamento antitússico ou expectorante.

Há 3 tipos da tosse e é preciso ter em atenção que a cada tipo de tosse corresponde ummedicamento específico:

  • Tosse produtiva, que liberta expectoração (mais conhecida como catarro ou muco). Um mecanismo de limpeza das vias respiratórias através do qual são expulsas secreções e partículas estranhas.
Nestes casos tem de optar por um expectorante ou mucolíticos, tornam a expectoração mais fluída, o que facilita a sua expulsão.Como exemplos temos carbocisteína, acetilcisteína, bromexina e ambroxol que, devido ao seu mecanismo de acção, podem ser agressivos para a mucosa gástrica, devendo ser utilizados com precaução em doentes com úlceras gastroduodenais.
Ex: Bisolvon, Fluimicil, Mucosolvan, Ventoliber, Pulmiben, a opção mais barata será optar pelo generico Ambroxol (3 euros).

  • Tosse seca, sem expectoração, irritativa, incontrolável, hiperactiva e normalmente piora a noite. É uma mecanismo de defesa do organismo que consiste na eliminação de algum agente que não seja o catarro, por exemplo, pó ou fumo.
Neste caso tem de optar por um antitússico, que tem a função de reduzir ou inibir a tosse, por outras palavras faz com que não
tenha vontade de tossir.

Podemos dividir em 2 grupos os antitússicos:
- medicamentos que contêm codeína (medicamentos sujeitos a receita médica). A codeína quando tomada em doses maiores do que a terapêutica produz uma acentuada depressão das funções cerebrais, como hipotensão ou falha respiratoria. Tem um efeito rápido e forte, não costumam ser prescritos como primeira opção pelo médicos. Ex: Codipront, Toseina (3.52 euros)
- outras substancias activas, como por exemplo medicamentos que contêm dextrometorfano (medicamentos não sujeitos a receita médica e com melhor perfil de segurança que os que contêm codeína, no entanto, dado o seu mecanismo de acção, estão contra-indicados em doentes a tomar simultâneamente antidepressivos inibidores da monoaminoxidase). Ex: Bisoltussin.
- p
ode também esfregar Vick na sola dos pés ou no peito.

Tosse seca poderá evoluir numa tosse com expectoração. Não use xaropes para tosse seca em tosse com expectoração, é muito importante eliminar essa secreção, pois ela pode infectar.
  • Tosse alérgica - semelhante a tosse seca, porém acontece em episódios isolados, mais comum ao acordar. Neste caso podemos usar um anti-histamínico por via oral.
- medicamentos que contêm difenidramina (associada também a uma acção anti-histaminica, mas encontra-se contra-indicado em casos de doentes com glaucoma, hiperplasia benigna
prostática e hipertiroidismo). Ex: Benylin (xarope)

Seja qual for a escolha do medicamento, nos doentes diabéticos há uma preocupação
acrescida a ter em conta: no caso de um xarope, este não deve conter açúcar simples como glicose, galactose, fructose, manose, arabinose, sacarose, maltose e lactose. Já edulcorantes como acessulfame K, aspartame, ciclamato e sacarina são permitidos.Para tratamento da tosse habitualmente recomendam se os xaropes, mas como não é uma opção muito pratica recomendo o uso de comprimidos, existem tanto antitussicos como
expectorantes.

Tosse pode ser também classificada em:

  • Tosse Aguda, se dura há menos de 3 semanas, podendo dever-se a infecções respiratórias virais ou bacterianas, presença de corpos estranhos nas vias respiratórias, alergias ou inalações de tóxicos.
  • Tosse Crónica, se dura há mais de 3 semanas – podendo dever-se a complicações pulmonares de doenças naso-sinusais, refluxo gastroesofágico, doença pulmonar obstrutiva crónica, neoplasias, fibrose pulmonar e à toma de alguns medicamentos (por exemplo.: captopril, enalapril). Não deve ser negligenciada, consulte o seu medico.

Tratamento não farmacológico da tosse:
- Beber muitos líquidos (a hidratação é o mucolitico mais eficiente).
- Beber infusões com limão e mel ou chupar rebuçados – assim se consegue hidratar e suavizar as vias respiratórias.
- Evitar o álcool, a cafeína e o tabaco.
- Evitar esforçar a voz.
- Humidificar o ambiente.
- Fazer inalações de vapor (não usar agua muito quente)
- Durante o sono aconselha-se a manutenção da cabeça alta e a ventilação do quarto.
- Evite o contacto com cheiros fortes porque podem provocar alergias.


Deixe aqui um comentário com a sua opinião, obrigada!

7 comentários:

  1. ola boa tarde é bom ver estes conselhos ja tou com tosse a mais de tres semanas e nem com antibiotico melhorou esta muito desagradavel e deixame bastante cansada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deve consultar rapidamente um médico, provavelmente deverá fazer um RX para exame mais preciso!
      Descanso e muitos líquidos.

      Eliminar
  2. obrigada pelos conselhos, não sabia o que deveria tomar e estas dicas foram bastante úteis.

    ResponderEliminar
  3. Artigo muito bem feito.
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  4. Estou com tosse há 7 dias. Fui medicada com Codipront e Aerios. No entanto, tomei dois dias de Codipront e depois como me pareceu ter alguma expetoração para expulsar resolvi parar o codipront durante um dia mas hoje retomei porque piorei bastante. A tosse é muito irritativa e até já me doi a garganta o que faz ter ainda mais vontade de tossir. Devo continuar o codipront durante quantos dias?

    ResponderEliminar
  5. Muito bom, grandes dicas com enorme utilidade. Parabéns para o autor/a e muitas felicidades. Ajudou sim...

    ResponderEliminar
  6. Iniciei a quase 2 semanas um tosse seca e irritativa, sempre fui muito alérgica, e por coincidência iniciaram a pintura de parede no meu trabalho, q tinta p mim é fatal, usei as medicações prescritas, assim como prednisona, loratadina e acetilcisteina, porém estava em uso de fluoxetina e bupropiona, ansioliticos, percebi q a tosse não passava, então parei os ansioliticos e fui ao médico, o mesmo não verificou reação alérgica no momento to q justificasse a continuidade dessa tosse, disse q foi reação aos ansioliticos, q eu não voltasse a tomar, e q para dormir pelo menos p uma semana usasse rivotril gotas, já q a tosse não me deixa dormir, alguém já teve essa reação de tosse com bupropiona e fluxetina?

    ResponderEliminar