20/04/17

Travocort creme

Travocort creme na sua composiçao tem Valerato de difluocortolona + Nitrato de isoconazol
  • Nitrato de isoconazol: é um antifúngico (antimicótico), é eficaz contra dermatófitos, leveduras, fungos (incluindo o organismo causador da pitiríase versicolor), bolores e também contra o organismo causador de eritrasma. 
  • Valerato de difluocortolona: é um corticosteroide (anti-inflamatório), suprime reacções inflamatórias e reacções alérgicas cutâneas e atenua sintomas, tais como comichão, ardor e dor.
Travocort creme
Devido a esta mistura de componentes o Travocort é utilizado nos casos em que é necessário um antifúngico, mas em que o problema a tratar esta demasiado desenvolvido e só um antifúngico não tem capacidade para tratar. Travocort é utilizado no tratamento inicial ou durante surtos intermédios de micoses superficiais acompanhadas de intensas manifestações inflamatórias ou eczematosas, por exemplo, nas mãos, nos espaços interdigitais dos pés e na região genital e das virilhas.

Por exemplo alguma inflamação com fungo a mistura ou reacção alérgica na zona vaginal devido a utilização de um sabonete, nas zonas intimas do homem as vezes também pode ser necessário utilizar Travocort se tiver infecçao com comichão e vermelhidão a mistura.

Para evitar reinfeções, aconselha-se que a roupa de uso pessoal seja mudada diariamente (toalhas de rosto e outras, roupa interior – de preferência em algodão), devendo ser lavada em água muito quente ou mesmo a ferver.
A higiene pessoal regular é essencial para o sucesso do tratamento com Travocort. No pé de atleta (Tinha pedum), o espaço entre os dedos deve ser cuidadosamente seco após lavagem, e as meias devem ser mudadas diariamente.

Tratamento com Travocort normalmente dura 1 semana, as vezes pode prolongar-se. Após 2 semanas o seu médico pode então prescrever-lhe um tratamento antifúngico sem corticosteroide se a situação já estiver mais controlada. Isto aplica-se sobretudo na zona genital e das virilhas.

Como regra geral, não devem utilizar-se preparações tópicas contendo corticosteroides durante os primeiros três meses de gravidez. Em particular, deve ser evitada a aplicação em áreas extensas assim como a utilização prolongada

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...